PORTER ROBINSON REVELA VÍDEO DE ‘MIRROR’ DE SEU PRÓXIMO ÁLBUM, NURTURE

Gustavo

O produtor e compositor Porter Robinson compartilhou o videoclipe de sua última faixa, “Mirror”, terceira faixa lançada do próximo álbum de Robinson, Nurture.

No vídeo, Robinson usa a tecnologia de rastreamento facial Live2D para mapear seus próprios movimentos faciais no avatar desenhado à mão, capturando suas próprias expressões ao vivo e performance da música. O avatar está disponível como um filtro AR – experimente aqui e assista à demo de Robinson aqui — seguindo o último filtro de “Something Comforting”, que acumulou mais de 1 milhão de impressões.

“Mirror”, que a Billboard colocou como “uma faixa de dance com um coração pulsante e ambições grandiosas”, sucede os remixes de “Get Your Wish” por DJ NOT, PORTER ROBINSON e Anamanaguchi, marcando a terceira faixa do Nurture, sucede “Something Comforting”, que encontra Robinson em um momento de “introspecção melancólica” oscilando “entre produção em camadas pesadas e instrumentação moderada”, de acordo com a UPROXX, e “Get Your Wish”, elogiada pelo The FADER como “uma vislumbrante faixa que sobe até a euforia total.”

Em maio, Robinson participou do festival de streaming Secret Sky, marcando sua primeira apresentação em 2020. O evento de 14 horas ao vivo, que Robinson criou como uma maneira de apresentar seu vasto público a novos artistas e dar a seus músicos favoritos uma plataforma para se apresentar, incluiu sets de G Jones, Jai Wolf, AI Kizuna, Madeon, San Holo, AG Cook, Anamanaguchi e vários outros. A live foi transmitida através de um auditório digital construído com tecnologia de ponta e atraiu mais de 4 milhão de pessoas com o chat do Youtube apontando para 8,813 chats por segundo durante a performance de Robinson da inédita “Look at the Sky”.

Aos 18 anos, o produtor e compositor da Carolina do Norte entrou em cena em 2010 com uma marca especificamente magnética de batidas electro-house. Seu álbum de estreia Worlds foi lançado quatro anos depois, em 2014, para um amplo sucesso crítico e comercial, estabelecendo Robinson como um dos pilares do pop eletrônico e um hábil artesão de “texturas lindas, histórias contemplativas e melodias notavelmente nítidas”, como The New York Times apontou. O sucesso do álbum acabou dando a Robinson a chance de criar seu próprio festival de música, o Second Sky, de Oakland, um evento esgotado de dois dias que foi lançado no ano passado.

Após o grande sucesso de seu álbum de estreia, Robinson lançou o aclamado single “Shelter” com Madeon em 2016, seguido de uma Shelter Live Tour com 43 datas e cinco continentes. No ano seguinte, em uma tentativa de mostrar seu crescente interesse pela arte interdisciplinar e pelo transe do Y2K, Robinson começou a lançar músicas sob um novo pseudônimo, Virtual Self, que levou à sua primeira indicação ao Grammy pelo single de sucesso, “Ghost Voices”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

OLIVER HELDENS ENTREGA REMIX PARA 'TEAR IT UP' DE SOLARDO E PAUL WOOLFORD

A dupla britânica Solardo e o lendário produtor britânico Paul Woolford juntaram forças nesta faixa que levantou o ânimo do público desde o seu lançamento, há algumas semanas. No entanto, Oliver Heldens decidiu levar as vibrações disco da faixa a outro nível, adicionando uma linha de baixo rápida e aumentando o BPM. Combinando o som original […]