GUSTAVO FK DESCONSTRÓI ‘DAYDREAM’ EM REMIX FEITO PARA KOMKA

SUPORTE WOR

Brasília possui uma cena underground bem desenvolvida, com alguns nightclubs pequenos e um bom destaque para os diversos coletivos independentes ativos. Gustavo Fk é sócio de um deles, TRAxX, que já promoveu diversos eventos alternativos pela cidade, já Komka ficou por mais de uma década à frente do núcleo 5uinto, fomentando a cena underground da capital.

Os encontros na pista já haviam acontecido em algumas  ocasiões, mas agora rolou a oportunidade de Fk trabalhar em um remix para a faixa “Daydream” de Komka, uma das 10 presentes no seu álbum autoral lançado em agosto, Untenable System, que acaba de ganhar um EP de remixes com várias releituras de outros produtores convidados, incluindo Vitor Munhoz, Amatteuur, Gustavo Fk, Oagora, Fellinis, Carlos Pires, Hopper, ^L_, Hiago Pauli e Alex Justino, além de uma segunda versão do próprio Komka para a faixa-título.

Essa foi nossa primeira vez que trampamos numa faixa, adorei o convite para participar desse novo trabalho dele e foi um dos remixes mais legais que fiz até agora.

comenta Foka, que acredito que cada track tem sua assinatura, proposta e características únicas.

Normalmente eu escolho aqueles elementos que dão identidade à música e alguns outros que eu me identifico, vai depender da dificuldade da faixa, algumas são mais ‘remixáveis’ do que outras e isso influência em todo o processo de criativo.

ele explica

Porém, Fk é daquele que gosta de remixes que apresentam uma proposta diferente da faixa original, tanto que transformou o Techno de 105 BPMs da versão original em um um House com muito gingado.

Eu já sabia onde eu queria chegar e tinha algumas ideias na cabeça. Fiquei com receio de fazer um lance mais ‘boogie’ pois sabia que vinha muito techno no VA, mas resolvi arriscar! Sempre trabalho com bastante referências pra conseguir chegar numa proposta mais fiel aos timbres e conceitos do estilo, então isso ajudou a desenvolver a track.

explica

“Daydream” então ganhou uma versão bem pisteira para nenhum fã de House Music colocar defeito, os vocais de Perrelli se mantiveram e o groove da faixa ainda recebeu alguns desenhos ácidos de companhia, uma faixa bem dinâmica e com uma proposta ousada da original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

MILA JOURNÉE SE APRESENTA NO PROJETO DE MELODIC TECHNO 'THE NEXT WAVE'

Mind-Matter é o nome por trás do projeto que está reunindo artistas do mundo todo em uma série de streaming mostrando os upcoming talents do Melodic Techno, com o nome de ‘The Next Wave’ , em tradução’ para o português ‘A próxima onda’. Já foram 3 meses de lives com […]