NOS TRILHOS DE GUETTA E MORTEN, DEADLINE ABRASILEIRA FUTURE RAVE E EMPLACA HITS NO 1001 TRACKLIST

SUPORTE WOR

Há 2 anos, era muito distante imaginar que seria o representante no Brasil de um estilo de som que comecei a produzir quase acidentalmente.

Foi dessa forma que Thiago, a mente que coordena e faz viver o projeto DEADLINE, explicou sobre seu início no Future Rave, essa que a cada dia se coloca como uma nova vertente da música eletrônica, e que certamente é a porta rumo ao futuro da cena mundial.

A jornada até poder falar sobre Future Rave como uma sonoridade reconhecível e podendo expor seu trabalho como dissidência de algo já relevante, não foi fácil. DEADLINE detalhou esse processo que foi um tanto improvável.

Comecei a produzir esse estilo quase que por acidente, estava num período de estudos e testando novos sons, quando, certo dia, escutei um álbum do Jack Back, projeto paralelo do David Guetta, no fim de 2018, e um remix do Tom Staar pro Chainsmokers, lembro de sentir aquele som de maneira diferente, era muito melódico, com a energia do big room, mas com muito groove. Gostei e quis mais.

Impactado pelo que ouvira, ele decidiu ir em busca de entender do que se tratava e como ele poderia se inserir naquele ambiente ainda inexplorado e que, à época, era apenas uma ideia em formação.

Por muito tempo, eu não conseguia descrever pras pessoas o estilo que eu produzia, pois nesse período nem mesmo o próprio Guetta tinha investido a sonoridade no projeto principal, era um espaço vago que precisava de exploração. Com tempo e estudo, eu entendi e trabalhei, e calhou dele, Guetta, nomear e levar luz pra sonoridade.

Tempo e sucesso reconhecido

Quase dois anos depois daquela empreitada, Thiago celebra a decisão de investir no que agora é o Future Rave, um estilo mundialmente celebrado pela mãos de Guetta e Morten. Ligado à sonoridade por produtores e fãs, ele viu suas músicas alçarem voos maiores ao ponto de serem destaque no 1001 Tracklist.

Selecionadas entre mais quase cem mil músicas produzidas ao redor do mundo, DEADLINE levou o nome do Brasil aos holofotes com três de suas composições. Anywhere e Wild Love dividiram espaço com David Guetta no Top 50 Big Room 2020, além de Shout, presença na lista de Progressive House.

Com todos os grandes momentos vividos em 2020, no quais Thiago inclui o lançamento na label Revealed e os suportes de Kryder e Vintage Culture, tem-se um fato: o reconhecimento já mundial é o resultado de um trabalho consolidado e em viés de crescimento puro. Os olhos da cena estão muito atentos ao que o projeto DEADLINE já fez e tudo o que ainda fará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

CEVITH DIVULGA 'RIDE', PELA HUB RECORDS

Foto de abertura: Felipe R. Cardoso Para o DJ e produtor CEVITH, todo detalhe da música importa. Na produção de “Ride”, o artista buscou provocar nas pessoas a sensação de energia e empoderamento, enquanto que a letra traz uma conversa com o ouvinte e estimula a superação das dificuldades mentais […]